• Envie para um amigo

    Favor Preencher
    Favor Preencher
    Insira um Email Válido
Artigo

Respeitando Nossos Anciãos

Nathan Finn 11 de Julho de 2013 - Vida Cristã

Na época em que João estava escrevendo o livro do Apocalipse, em meados de 90 d.C., um bispo de Roma estava escrevendo uma carta para uma igreja problemática. A 1ª epístola de Clemente é possivelmente o escrito cristão não canônico mais antigo que já foi preservado. Clemente de Roma enviou sua carta à igreja de Corinto depois que um grupo de jovens havia fomentado a remoção de anciãos da igreja. Clemente repreendeu os coríntios por não respeitarem os seus líderes, removê-los sem justa causa e causarem dissensão no corpo de Cristo.

Eu fui membro de uma igreja que estava pensando sobre uma transição em seu estilo de louvor. Enquanto aquela discussão estava acontecendo, uma banda de louvor visitante liderou a nossa adoração coletiva em um domingo. O vocalista, que tinha seus vinte e poucos anos disse a todos os "velhos" que Deus não queria mais os hinos porque já estavam fora de moda. Ao menos uma família saiu do culto ofendida pela arrogância desse jovem. Quando a igreja considerou as mudanças musicais propostas nas semanas seguintes, a votação foi 150 a 150. Os comentários desrespeitosos do líder visitante foram o fator decisivo para dividir a igreja ao meio.

Um mandamento com uma promessa

O respeito aos mais velhos começa pelos pais. No quinto mandamento, o Senhor ordenou ao seu povo: "Honra teu pai e tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o SENHOR, teu Deus, te dá". (Êxodo 20:12). Esse tema é enfatizado em todo o Antigo Testamento. Provérbios 23:22 ecoa o quinto mandamento: "Ouve a teu pai, que te gerou, e não desprezes a tua mãe, quando vier a envelhecer". Duras consequências foram reservadas para os filhos que não respeitam seus pais. O Pentateuco dizia que os filhos que desonravam intencionalmente seus pais deviam ser apedrejados (Levítico 20:9; Deuteronômio 21:18-21). Os Provérbios concordam que os filhos desrespeitosos são merecedores de morte (Provérbios 20:20; 30:17).

Os filhos são planejados por Deus para ser uma bênção para os pais (Salmo 127:3-5) e devem ouvir o seu conselho piedoso (Provérbios 1:8-19; 19:26-27). Muito do livro de Provérbios está estruturado em torno da ideia de um pai sábio transmitindo a sabedoria de Deus para seu filho.

Os autores do Novo Testamento concordam que os filhos devem honrar seus pais. Paulo ordena que os filhos obedeçam aos pais "no Senhor", ressaltando que o quinto mandamento foi o primeiro feito com uma promessa (Efésios 6:1-3, Ler Colossenses 3:20). A obediência piedosa aos pais contribuía para uma boa saúde e estava ligada à quantidade de tempo que os israelitas permaneceram na terra de Deus. Efésios 6:4 dá instruções aos pais sobre como educar os filhos na "disciplina e na admoestação do Senhor".

O Novo Testamento também nos dá exemplos de como não honrar os pais. De acordo com 1 Timóteo 5:8 "Ora, se alguém não tem cuidado dos seus e especialmente dos da própria casa, tem negado a fé e é pior do que o descrente". Embora o escopo do mandamento de Paulo abranja mais do que respeito aos pais, ele certamente inclui provisão para as necessidades de pais idosos. Jesus explica que é possível honrar os pais de forma "mecânica", enquanto o seu coração está longe de seus pais e do Senhor:

"Jeitosamente rejeitais o preceito de Deus para guardardes a vossa própria tradição. Pois Moisés disse: Honra a teu pai e a tua mãe; e: Quem maldisser a seu pai ou a sua mãe seja punido de morte. Vós, porém, dizeis: Se um homem disser a seu pai ou a sua mãe: Aquilo que poderias aproveitar de mim é Corbã, isto é, oferta para o Senhor, então, o dispensais de fazer qualquer coisa em favor de seu pai ou de sua mãe, invalidando a palavra de Deus pela vossa própria tradição, que vós mesmos transmitistes; e fazeis muitas outras coisas semelhantes". (Marcos 7:9-13)

As Escrituras apresentam um testemunho único sobre este assunto (como em todos os assuntos). Os filhos devem honrar, respeitar e obedecer a seus pais. Não fazê-lo é pecado e traz consequências significativas. Ações fluem de atitudes, então, o coração é a chave para respeitar apropriadamente os pais.

Expandindo o princípio

Os cristãos reformados reconhecem que consequências boas e necessárias sempre surgem de determinados mandamentos bíblicos. O mandamento de honrar pai e mãe, quando aplicado de uma forma mais ampla, significa que também devemos respeitar todos os indivíduos que exercem uma autoridade ordenada por Deus sobre nós.

O Antigo Testamento às vezes torna explícito esse argumento. Sobre os homens mais velhos em geral, Levítico 19:32 ensina: "Diante das cãs te levantarás, e honrarás a presença do ancião, e temerás o teu Deus. Eu sou o SENHOR". Em Deuteronômio 17:12, Deus ordenou ao povo que respeitasse a autoridade dos líderes religiosos: "O homem, pois, que se houver soberbamente, não dando ouvidos ao sacerdote, que está ali para servir ao SENHOR, teu Deus, nem ao juiz, esse morrerá; e eliminarás o mal de Israel". Os jovens que eram "insolentes" para com os mais velhos eram um sinal do julgamento de Deus sobre Israel (Isaías 3:5). Deus designa governantes terrenos (Provérbios 8:15; Daniel 2:21), e o testemunho de Daniel nos mostra que mesmo a autoridade dos governantes ímpios deve ser respeitada.

O Novo Testamento também aborda o respeito aos anciãos. Algumas vezes ele se refere aos crentes mais velhos de forma generalizada. Paulo escreve: "Não repreendas ao homem idoso; antes, exorta-o como a pai; aos moços, como a irmãos; às mulheres idosas, como a mães; às moças, como a irmãs, com toda a pureza" (1 Timóteo 5:1-2). Pedro relaciona o respeito aos mais velhos à humildade piedosa: "Rogo igualmente aos jovens: sede submissos aos que são mais velhos; outrossim, no trato de uns com os outros, cingi-vos todos de humildade, porque Deus resiste aos soberbos, contudo, aos humildes concede a sua graça. Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus, para que ele, em tempo oportuno, vos exalte". (1 Pedro 5:5-6).

Assim como no Antigo Testamento, o princípio do respeito aos mais velhos é aplicado àqueles que detêm papéis de autoridade na sociedade e entre o povo de Deus. Pedro chama os cristãos a se submeterem aos oficiais do governo e a honrarem o imperador (1 Pedro 2:13-17). Paulo diz: "Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há autoridade que não proceda de Deus; e as autoridades que existem foram por ele instituídas" (Romanos 13:1). O próprio Jesus deixou implícito o respeito às autoridades seculares, quando ele disse aos Seus discípulos: "Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus" (Marcos 12:17).

Quanto a respeitar os líderes da igreja, Paulo escreve: "Agora, vos rogamos, irmãos, que acateis com apreço os que trabalham entre vós e os que vos presidem no Senhor e vos admoestam; e que os tenhais com amor em máxima consideração, por causa do trabalho que realizam. Vivei em paz uns com os outros" (1 Tessalonicenses 5:12-13). O autor de Hebreus ecoa esse tema naquela que é provavelmente a mais famosa passagem que trata da submissão à liderança pastoral: "Obedecei aos vossos guias e sede submissos para com eles; pois velam por vossa alma, como quem deve prestar contas, para que façam isto com alegria e não gemendo; porque isto não aproveita a vós outros". (Hebreus 13:17).

Praticando o respeito

Os cristãos são chamados a respeitar os mais velhos. Pais, pastores e mestres devem incutir nas crianças a importância de obedecer aos pais e outras figuras de autoridade. Crentes adultos também precisam ser constantemente lembrados desta verdade, especialmente em uma cultura que valoriza a autonomia pessoal muito mais do que o respeito à autoridade.

Quero finalizar sugerindo uma forma de cultivar o respeito pelos mais velhos entre os crentes. Mais igrejas precisam estar conscientes sobre ministrar aos membros idosos, especialmente viúvas e  viúvos. Louvado seja Deus pela ênfase na adoção e assistência a órfãos nos últimos anos, mas também devemos lembrar que a verdadeira religião implica cuidar dos órfãos e das viúvas (Tiago 1:27). A maioria das igrejas tem membros idosos que lutam com problemas de saúde e/ou necessidades físicas importantes. Muitos crentes idosos simplesmente querem que os cristãos mais jovens passem um tempo de qualidade com eles. O ministério com esses santos mais velhos raramente é glamoroso, mas é uma forma tangível de viver o versículo "Diante das cãs te levantarás, e honrarás a presença do ancião, e temerás o teu Deus. Eu sou o SENHOR" (Levítico 19:32).

Hits: 17076


O leitor tem permissão para divulgar e distribuir esse texto, desde que não altere seu formato, conteúdo e / ou tradução e que informe os créditos tanto de autoria, como de tradução e copyright. Em caso de dúvidas, faça contato com a Editora Fiel.

Receba nossas Notificações



Nathan Finn
Autor Nathan Finn



Ministério Ligonier
Parceiro Ministério Ligonier

O ministério Ligonier, fundado pelo pastor R.C. Sproul, tem como objetivo principal apresentar fielmente a verdade das Escrituras, através de cursos,...