• Envie para um amigo

    Favor Preencher
    Favor Preencher
    Insira um Email Válido
Artigo

Encorajamentos para cristãos (Parte 1)

Andy Constable 10 de Outubro de 2017 - Vida Cristã

Este artigo foi adaptado de um sermão por Andy Constable, Pastor Associado da Niddrie Community Church (Edimburgo)

***

A caminhada cristã é uma batalha. O ministério é difícil. A liderança é um trabalho desgastante. O apóstolo Paulo escreveu isso em 2 Coríntios 11.28, após lembrar-se de toda uma lista de sofrimentos pelos quais passou:

“Além das coisas exteriores, há o que pesa sobre mim diariamente, a preocupação com todas as igrejas”.

Paulo sentia a pressão diária do seu ministério. Ele sentia o fardo de cuidar das igrejas.

Lendo isso, muitos de nós sentem esse mesmo fardo.

Alguns de nós são plantadores de igrejas e sentimos o peso e a responsabilidade de pastorear um povo. Pensamos: “O que eu fiz, trazendo essa ou aquela pessoa para minha equipe?”. Ou: “O que eu fiz entrando neste absurdo de plantação de igreja?”. Possivelmente, alguns de nós estão começando, e enquanto vislumbramos a tarefa seguinte, nos sentimos preocupados com ela. Sentimos que não queremos entristecer o Senhor. Sentimos que não sabemos o que estamos fazendo às vezes, então como vamos plantar uma igreja ou pastorear o rebanho de Deus? O que estamos fazendo? Estamos fazendo a coisa certa mesmo estando no ministério?

Talvez você não seja um plantador de igrejas. Talvez você seja um pastor. Talvez você apenas sinta o peso de simplesmente ser um cristão. Você sabe que o Senhor o salvou e sabe que o evangelho é verdade, mas está achando o caminho cristão complicado. Você está descobrindo que a alegria que teve no início é difícil de manter. Você sente que aquela emoção se transformou em preocupação. Você se sente cansado, ansioso e sobrecarregado. Tudo parece ser um trabalho muito árduo.

A Bíblia não desconhece essas emoções. Jesus não desconhecia essas emoções. Em tempos de dificuldade, devemos olhar para ele para que nossas almas sejam encorajadas. Vejamos o que ele tem a nos dizer.

1) Jesus nos promete que ELE é a ressurreição e a vida

Em primeiro lugar, desejo que saibamos que Jesus nos promete que ELE é a ressurreição e a vida.

“Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; e todo o que vive e crê em mim não morrerá, eternamente” (João 11.25-26).

O evangelho é 100% verdadeiro. E como sabemos que o evangelho é verdadeiro? Porque Cristo ressuscitou dentre os mortos. Jesus realmente morreu pelos nossos pecados e Jesus de fato ressurgiu dentre os mortos. Jesus, agora, está assunto e reinando em glória. Jesus está vivo.

Muitas vezes, paramos e olhamos as nossas vidas e pensamos: “O que estou fazendo sendo um cristão? O que estou fazendo ao receber quase nada como um assistente? O que estou fazendo como um líder que constantemente recebe queixas? O que estou fazendo sendo condenado ao ostracismo por minha família e amigos?”. Bem, quando estamos tendo nossa pequena “festa de autopiedade” precisamos nos lembrar que Jesus realmente ressuscitou dentre os mortos e que tudo pelo que estamos passando vale a pena (mesmo quando não parece ser assim!)

Ouça as palavras de Paulo em 1 Coríntios 15.58 após dizer à igreja que a ressurreição de Jesus é verdadeira. Ele afirma:

“Portanto, meus amados irmãos, sede firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o vosso trabalho NÃO É VÃO”.

Paulo deseja que saibamos que os sacrifícios que estamos fazendo ao deixar amigos, família e até casas, por causa do evangelho, valem a pena. Ele deseja que permaneçamos firmes, porque Jesus está vivo e recompensará aqueles que são fiéis a ele! O que mais faria com que as pessoas deixassem vidas confortáveis ??para se tornarem pastores ou plantadores de igrejas? Por que as pessoas deixariam a América para vir ao Reino Unido e trabalhar em uma periferia? Por que um inglês iria à Escócia para ser ridicularizado? Deve ser porque Jesus está vivo! Jesus está mudando vidas. Jesus nos chamou para isso. Sejam encorajados, meus irmãos e irmãs, o seu trabalho não é vão. Jesus é a ressurreição e a vida.

2) Jesus promete edificar a SUA igreja, não importa o que aconteça

Em segundo lugar, Jesus promete edificar a SUA igreja, não importa o que aconteça. Mateus 16.18 diz:

“Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela”.

Jesus fará essa obra. Sim, ele nos usará. Sim, temos a responsabilidade de compartilhar o evangelho. Sim, somos chamados a ser fiéis. Mas Jesus é finalmente responsável pela edificação de SUA igreja. Ele se preocupa com o nosso povo mais do que nos preocupamos, porque ele deu a sua vida por eles!

Essa promessa não é uma possibilidade. Talvez Jesus edifique a sua igreja. Pelo contrário, é uma promessa firme como uma rocha. Precisamos nos lembrar disso enquanto lidamos com os negócios do rei. Plantadores de igrejas muitas vezes sentem a pressão de um mundo esperando que realizemos o bem. Muitos de nós estão começando do zero e outros podem ter grupos de base/iniciação/de qualquer tipo que não exatamente inspiram confiança em todos os níveis. Perguntamo-nos como faremos qualquer coisa acontecer? Mas aqui está a verdade que precisamos lembrar constantemente: Jesus é aquele que fará o edifício e não nós.

Há outros de nós que estão um pouco mais confiantes. Eles pensam que ganharão essa periferia ou aquela cidade para Jesus. Eles têm um complexo de salvadores e acham que tudo depende deles. Mas adivinhem? Jesus pode fazer a sua obra sem nós.

Lembre-se, Deus não nos chama para resultados, mas para FIDELIDADE. Temos alguns plantios diferentes em torno da Escócia no momento. Todos eles em vários estágios de desenvolvimento. Alguns têm visto muitas salvações. Alguns viram apenas algumas. Alguns desenvolveram um forte grupo de base/iniciação/de qualquer tipo. Alguns têm apenas um punhado de pessoas firmes. Todos os líderes, sem exceção, serão tentados a ter um olhar provocador para os plantios uns dos outros e fazer comparações. “Nossa! Veja quantas pessoas eles têm? Estou fazendo algo errado aqui!” ou “Veja quão bem estamos fazendo em comparação com aquele grupo. Nós estamos vencendo”. Nós ficaremos orgulhosos ou nervosos. No entanto, tudo o que Deus exige de nós é a fidelidade, os resultados dependem dele.

Deus é aquele que conhece de antemão, predestina, chama, justifica e glorifica. Ele é soberano na salvação do começo ao fim. Nosso trabalho é apenas pregar o evangelho e deixar os resultados com o Rei Jesus. Precisamos lembrar que nossos plantios de igreja não crescerão da noite para o dia. Roma não foi construída em um dia. O reino de Deus cresce lenta e silenciosamente. Jesus foi claro sobre isso com a parábola do fermento e da semente de mostarda. Ambos são coisas minúsculas que, eventualmente, produzem um enorme impacto. Logo, precisamos ser pacientes com o tempo de Deus e confiar que Jesus edificará a sua igreja, não importa o que aconteça.

3) Jesus promete estar conosco todos os dias

Em terceiro lugar, lembre-se que Jesus sempre está conosco.

“E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século”. (Mateus 28.20)

Jesus dá esse comando aos discípulos que estavam muito nervosos com o futuro. Seu amigo e salvador estava prestes a voltar para o céu e eles estavam sendo comissionados a fazer discípulos das nações. Jesus os conforta dizendo: “ESTOU CONVOSCO”. Em outras palavras, Jesus promete estar com eles a cada passo do caminho. Ele nunca os deixará nem os abandonará. Essa promessa é a mesma para cada um de nós!

Às vezes, a liderança pode ser uma experiência solitária. Às vezes, o ministério em geral pode ser muito isolador. Mas, aqui está a verdade, Jesus está CONOSCO. Ele está nos sustentando e nos guiará.

Sim, fomos chamados para uma grande tarefa, mas temos um grande Salvador caminhando ao nosso lado. Quando Moisés foi chamado para ir até Faraó, Deus disse: “Eu estarei contigo...”. Quando Josué foi chamado para conduzir o povo até a Terra Prometida, Deus disse: “Eu estarei convosco...”. Quando os discípulos estavam assustados com o futuro, porque seu Salvador estava partindo, ele disse: “Estou convosco...”.

A Bíblia está repleta de heróis que não sabiam o que fazer! Moisés não queria ir. Gideão era um covarde. Jeremias se lamentou. Jonas fugiu. Pedro negou a Jesus. Contudo, Deus estava com eles e completou os seus propósitos. O Senhor nos usa não porque somos dignos ou porque temos grande conhecimento teológico ou porque somos empreendedores maravilhosos (embora essas coisas ajudem), mas ele o faz porque Jesus está conosco edificando o seu reino.

Continua na Parte 2.

 

Tradução: Camila Rebeca Teixeira

Revisão: André Aloísio Oliveira da Silva

Original: How To Stay Encouraged When You Want To Give Up (1)

Hits: 835


O leitor tem permissão para divulgar e distribuir esse texto, desde que não altere seu formato, conteúdo e / ou tradução e que informe os créditos tanto de autoria, como de tradução e copyright. Em caso de dúvidas, faça contato com a Editora Fiel.

Receba nossas Notificações



Andy Constable
Autor Andy Constable

Andy Constable, Pastor associado da Igreja da comunidade de Niddrie



20schemes
Parceiro 20schemes

20schcmes existe para edificar igrejas saudáveis centradas no evangelho para as comunidades mais pobres da Escócia. Nosso desejo de longo prazo...

Produtos Relacionados

Não há produto relacionado